Felipe Prazeres

Spallas


Iniciou seus estudos aos onze anos e , aos quatorze, já atuava como solista frente à Orquestra Petrobras Sinfônica. Graduo-se na Uni-Rio, sob orientação de Paulo Bosisio. Cursou pós graduação na renomada Academia de Santa Cecilia, em Roma, na classe de Domenico Nordio. Obteve o primeiro lugar no Concurso Nacional de Cordas de Juiz de Fora, em 1997, no Concurso Interno da Uni-Rio, em 1998, e no Concurso Nacional de Música IBEU, em 1999.
Atuou como solista ao lado das principais orquestras do Brasil, dentre as quais merecem destaque a Opes, OSB, OSPA, OSBA, OFES e ORSEM. Colaborou com renomados maestros, como Isaac Karabtchevsky, Armando Prazeres, Carlos Prazeres,  Roberto Tibiriçá, André Cardoso, Silvio Barbato, Ernani Aguiar, dentre outros. Participou de master classes, como executante, com Augustin Dumay, Camila Wicks, Pierre Amoyal, Domenico Nordio, Boris Belkin, Ole Bohn, dentre outros artistas de prestígio. Participa ativamente do cenário brasileiro e internacional de música, tanto como solista quanto camerista. Há 9 anos também ministra aulas no festival Cinves em Juiz de Fora. Desde 2001, atua como spalla da Orquestra Petrobras Sinfônica e recentemente exerce também as  funções de maestro assistente de Isaac karabtchevsky e Regente da Academia Juvenil da Opes.

Na função de regente, já esteve a frente de orquestras como a World youth Symphony na Itália, Opes, OSBA e ORSEM.

Patrocinadores

Mantenedora

Apoio Institucional

Patrocínio

Transporte Oficial

Transporte Aéreo Oficial