Philip Doyle

Trompas

Radicado no Brasil desde 1977, Philip começou seus estudos de trompa na Inglaterra com Adrian Leaper em 1973. Aulas com Norman Schweikert, Gregory Hustis , Roland Pandolfi, Hermann Baumann , Frank Lloyd e Vladimira Klanská aprimoraram seus estudos. Formou-se na classe do Prof. Zdenék Svab na Uni-Rio, obtendo o título de Mestre em Música pela Escola de Música da U.F.R.J.

Philip é trompista solista da Orquestra Petrobrás Sinfônica, e da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. É membro do Quinteto Villa-Lobos, renomado grupo   fundado em 1962, e detentor de prêmios como:  Prêmio BR-Rival em 2008 pelo CD “Quintetos de Sopro Brasileiros 1926-1974”, indicação ao Grammy Latino em 2011 pelo CD “Rasgando Seda”,  e o Prêmio  Carlos Gomes, promovido pelo Governo do Estado de São Paulo, como melhor grupo de câmara em 2001 e 2009. Philip é também membro do Trio Universidade, um grupo formado em 2017 para divulgar obras para oboé, trompa e piano.

Desde 2010, Philip é professor de trompa na Escola de Música da U.F.R.J., e leciona nos principais festivais de música do país.

Patrocinadores

Mantenedora

Patrocínio

Apoio Institucional

Apoio e Mídia Oficial

Transporte Aéreo Oficial